Circuito Lithos

O grande vale do Tejo une a máxima diversidade geomorfológica da Península Ibérica. Os terraços quaternários, com seixos de quartzo e quartzito (em primeiro plano), encerram abundantes vestígios das mais antigas ocupações humanas, que exploravam essa diversidade: os xistos e granitos das Beiras, os calcários da Estremadura, a complexa rede fluvial, os vales e várzeas, as colinas e montes, e a flora e fauna que se foi adaptando a esses terrenos, constituindo um amplo leque de nichos ecológicos.

Os vales do Alviela, do Almonda, do Zêzere, do Rio Frio ou da Ribeira das Boas Eiras, todos na margem direita do Tejo, oferecem números refúgios para as ocupações humanas pré-históricas. Já na margem sul, as pequenas colinas que prenunciam o Alentejo testemunham a continuidade cultural que se foi estabelecendo em torno do grande Rio. 

 

Ver Artigo completo em PDF

 

 

Onde estamos

 

  • Largo Infante D. Henrique, 6120-750 Mação
  • Tel: 241 571 477
  • Email: museu@cm-macao.pt 
  • Coordenadas GPS: 39º33’25,33’’N ; 7º59’35,34’’W

COVID-19

Top
We use cookies to improve our website. By continuing to use this website, you are giving consent to cookies being used. More details…